Últimas Notícias »


Aposentados 21/8/2019 14:42:47 » Por Atualizado em 9/3/2019 11:39h

REUNIÃO NA CCJ DO SENADO FEDERAL DEBATE REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Dirigentes da COBAP e da Federação do Mato Grosso do Sul (FAPEMS), participaram da reunião


Compartilhar no WhatsApp

Na manhã desta quarta-feira (21), a reforma da Previdência foi tema de debate na Comissão de Constituição e Justiça do Senado Federal.  Dirigentes da Confederação Brasileira de Aposentados e Pensionistas (COBAP) e da Federação do Mato Grosso do Sul (FAPEMS), participaram da reunião proposta para debater a reforma, com foco na Sustentabilidade da Previdência Social e a Nova Fórmula de Cálculo com redução do valor dos benéficos, proteção socioeconômica dos brasileiros e impactos sobre a economia local.

Presidida pelo senador Paulo Paim, a reunião contou com a participação de servidores públicos, professores, pesquisadores, ex-ministro e representantes de movimentos de aposentados e trabalhadores de diversas categorias.

Para o presidente da COBAP, Warley Martins, as reuniões de hoje demonstram que os senadores não estão seguros quanto ao teor do texto da proposta aprovada na Câmara dos Deputados. “Estamos esperançosos e esperamos que os senadores corrijam pontos importantes da proposta”, disse Warley. 

O ex-ministro do Trabalho e Previdência Social do Brasil, Miguel Rossetto, condenou a posposta: “Essa é a força política de tirar 400 reais de uma viúva que o Congresso quer? Que ela ganhe menos de um salário mínimo? Essa é uma estratégia errada e vergonhosa”.

Para o Décio Bruno Lopes, presidente da Associação Nacional de Auditores Fiscais Receita Federal (ANFIP), a “reforma deveria primeiro otimizar a arrecadação. Se essa PEC for aprovada,  estaremos retrocedendo, caminhando para um estado de miserabilidade. Sem Previdência o nosso Estado brasileiro estará fadado ao fracasso”.

Os senadores que participaram dos debates, Zenaide Maia (Pros), Rogério Carvalho (PT), Flavio Arns (REDE), foram unânimes em afirmar que a Reforma vai penalizar a população mais simples.

A senadora Zenaide Maia destacou que mais importante que fazer a reforma, o governo precisa investir na economia para gerar emprego e renda.

Já o senador Rogério Carvalho destacou que não há sentido algum tratar como privilégio um sistema onde o teto é R$ 5.839,45 mil. “Temos problemas que devem ser vistos de outra maneira que não retirar direitos de quem ganha até o teto”, disse.

Para o Senador Flavio Arns, é necessário fazer reforma, “mas que seja justa, adequada, atendendo às necessidades. Rever esses casos de Renúncia fiscal, desoneração da previdência”.




NOTÍCIAS RELACIONADAS


13/9/2019 10:0:43
OBESIDADE VERSOS LONGEVIDADE

Cobap − Confederação Brasileira de Aposentados e Pensionistas
ST SHCS CR QUADRA 507 BLOCO A LOJA 61 - ASA SUL - BRASÍLIA / DF CEP 70.351-510
Fone: (61) 3326-3168
Horário de funcionamento: Das 08h às 12h e das 13h às 17h

Filial
Telefone: (11) 3361-2098
Horário de funcionamento: Das 08h às 12h e das 13h às 17h

Filial
Telefone: (81) 3132-8336
Horário de funcionamento: Das 08h às 12h e das 13h às 17h

Site: www.cobap.org.br | e-mail: cobap@cobap.org.br

Cobap - Copyright ® 2015, Maquinaweb Soluções em TI - Todos os direitos reservados. All rights reserved

Desenvolvido por Maquinaweb