Últimas Notícias »


Aposentados 21/6/2019 12:22:8 » Por Richard Casal Atualizado em 21/6/2019 12:42h

Qual é a maior violência: o decreto das armas ou a redução do valor aquisitivo das aposentadorias?

Leia artigo do presidente da Federação dos Aposentados do Mato Grosso do Sul


Compartilhar no WhatsApp

Alcides dos Santos Ribeiro

Porque faço esta pergunta? É porque os agentes são os mesmos.  O poder executivo, os deputados federais e os senadores, são os responsáveis pela aprovação ou rejeição, de todas as propostas, oriundas do poder executivo.

Hoje tenho minhas dúvidas se a rejeição do Decreto Lei das armas, reduzirá a violência no País. Mas tenho duas certezas absoluta: 1ª Os trabalhadores urbanos e rurais estão e ficarão a mercê de bandidos bem armados.  2ª Que a aprovação da PEC 06, como ela está, representará a continuidade da maior violência, praticada contra os idosos, aposentados, pensionistas e portadores de necessidades especiais. Essa violência teve seu início, desde a desvinculação dos benefícios previdenciários, pelo então governo de Fernando Henrique, isso há mais de 20 anos. Já reduziu o valor aquisitivo das famílias dos aposentados e pensionistas em mais de 90%, sem que esse achatamento, resolvesse os problemas da Previdência. Milhões e milhões de aposentados e pensionistas que contribuíram para terem uma aposentadoria, cujo valor fosse maior que o salário mínimo e hoje estão recebendo apenas um salário mínimo. A PEC 06 está criando benefícios menores que um salário mínimo. 

Vejam o caso de uma pensão proveniente de uma aposentadoria de um salário mínimo. Ela será de 50% do salário mínimo. O mesmo ocorrerá nos auxílios doenças e aposentadoria por invalidez.

Continuando essa violência o governo está retirando da Constituição, com a PEC 06, o compromisso de garantirem o valor aquisitivo dos proventos previdenciários, e seus reajustes anuais.

Já enviei diversos ofícios denunciando os artigos que pela justiça social e qualidade da vida dos idosos, não podem ser aprovados. Tem que serem retirados dessa proposta. Não retirem da Constituição, nenhum item sobre aposentadorias.

O poder legislativo não pode eximir-se de tal responsabilidade, pois acabaram de derrubar o Decreto Lei das armas e podem muito bem ser coerentes e retirar dessa PEC 6 todo assalto aos direitos, à dignidade e a qualidade de vida dos idosos, aposentados e pensionistas.

Cabe ao senhor Deputado, justamente no mês do “combate à violência contra os idosos”, decidirem se querem ou não, serem os responsáveis pela continuidade ou não, dessa violência.

Antes de votarem, fechem seus ouvidos às falácias do governo e lembrem-se que Deus, nosso Pai e criador, está acima de todos e raciocinem: “É ESTA MUDANÇA QUE O SEU DEUS APROVARIA? ”. O meu DEUS diz: HONRAI PAI E MÃE. E o seu?

Pense também nos seus ascendentes, seus pais, seus tios e avós. Eles aprovariam? Lembro aqui que o relatório da CPIPREV 2017 apontou que a previdência sempre foi superavitária, mas muito assaltada e utilizada para outros fins e, nesse caso, não é o Regime Geral dos trabalhadores urbanos da iniciativa privada que necessita de mudanças e sim o Regime dos funcionários públicos, dos três poderes e autarquias e o fechamento das torneiras da corrupção.




NOTÍCIAS RELACIONADAS


19/7/2019 16:38:17
Longevidade

17/7/2019 10:50:1
Quem paga a crise

Cobap − Confederação Brasileira de Aposentados e Pensionistas
ST SHCS CR QUADRA 507 BLOCO A LOJA 61 - ASA SUL - BRASÍLIA / DF CEP 70.351-510
Fone: (61) 3326-3168
Horário de funcionamento: Das 08h às 12h e das 13h às 17h

Filial
Telefone: (11) 3361-2098
Horário de funcionamento: Das 08h às 12h e das 13h às 17h

Filial
Telefone: (81) 3132-8336
Horário de funcionamento: Das 08h às 12h e das 13h às 17h

Site: www.cobap.org.br | e-mail: cobap@cobap.org.br

Cobap - Copyright ® 2015, Maquinaweb Soluções em TI - Todos os direitos reservados. All rights reserved

Desenvolvido por Maquinaweb